segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Contratos - dicas


Conforme prometido, venho aqui para dar algumas dicas na hora de contratar os fornecedores

1 - Preço: lembre-se sempre que o primeiro orçamento deve servir apenas como base de início de negociação e que todo e qualquer empresário sempre tem uma margem de lucro embutida em seu preço. Perceba que os valores cobrados num evento relacionado a casamento sempre é maior do que o restante das celebrações (aniversários, batizados, formaturas, etc). Esse aumento da cobrança de valores está diretamente relacionado ao fato de o casamento envolver sonhos de cada noiva. Assim, pesquise bastante com vários fornecedores antes de fechar o contrato e pechinche. Sempre será possível conseguir valores melhores, muitas vezes sem mexer na qualidade dos serviços e produtos oferecidos.

2 - Multas: Fiquem atentas às multas incluídas nos contratos. Geralmente os fornecedores incluem multas pela desistência do evento e até mesmo, em alguns casos, pela alteração da data. O ideal seria excluí-las do contrato, ou pelo menos diminuir o seu percentual. As multas servem para desestimular o cancelamento do serviço contratado, portanto, não devem ser muito altas. Vale ressaltar ainda que, pode ser acrescentada a condição de que em caso fortuito, força maior ou morte de um dos contratantes (noivos), não será devido qualquer valor ao fornecedor. As multas também podem ser utilizadas para garantir que o trabalho do fornecedor seja feito dentro do prazo combinado, como por exemplo, o trabalho da decoração deve ter sido concluído pelo menos uma hora antes de o casamento ser realizado. Para garantir que isso seja executado, você pode incluir uma multa em caso de atraso do serviço prestado. No contrato com o fotógrafo, também deve ser estipulado o horário de chegada e duração do serviço prestado, sob pena de multa.

3 - Objeto e condições: O objeto do contrato deve refletir exatamente o que está sendo contratado. Se você contratar o serviço de Buffet, o contrato deve descrever exatamente como será prestado referido serviço, como por exemplo: horário de início e fim do serviço, número de pessoas contratadas, material empregado. Tudo deve estar descrito com a maior quantidade de detalhes possível para que se evite mal entendidos. Se você for alugar o seu vestido, por exemplo, deve ficar claro no contrato quantos aluguéis já foram feitos (1º, 2º aluguel) e se o vestido será reservado até a data do seu casamento e “retirado” da loja para locação.

4 - Forma de Pagamento: os fornecedores adoram que sejam dados cheques pré-datados. A justificativa deles é de que dessa forma fica mais prática a cobrança do serviço prestado. Aqui cabe uma ressalva importante: cheque é uma ordem de pagamento à vista. O cheque pré-datado é uma convenção praticada no mercado. Mas, se o fornecedor depositar todos os cheques de uma única vez na sua conta, será você quem terá que comprovar que ele não poderia ter feito isso. Os fornecedores costumam repassar os cheques para terceiros para garantir pagamentos. Por essas razões, evite o pagamento em cheque. Prefira o depósito em conta ou o pagamento em boleto ou ainda o cartão de crédito. Caso nenhuma dessas alternativas seja viável, deixe especificado no contrato a numeração dos cheques cedidos, vinculados às parcelas a serem pagas e preencha o cheque com as datas dos pagamentos das parcelas e não com as data em que for fechado o contrato.

5 - Taxas e Eleição do Foro: Deixe previsto no contrato que todos os tributos e encargos serão de responsabilidade do fornecedor, para que você não seja surpreendida com cobranças futuras pelo fornecedor. Geralmente os contratos prevêem qual será o foro em caso de conflito( Exemplo: “As partes elegem o foro de Guarulhos/ São Paulo para dirimir eventuais dúvidas e litígios”...). Fique atenta em caso de fornecedores que são de outras cidades, pois caso você tenha que entrar com uma ação, ela deverá ser feita na cidade/comarca prevista no contrato.

Essas são apenas algumas dicas para evitar que o seu sonho se torne um pesadelo. Claro que o melhor ainda é conversar bastante com as pessoas que serão contratadas e sempre pedir referências de clientes que já se utilizaram dos fornecedores.

5 comentários:

Suzy disse...

Nossa adorei as dicas pq sou bem leiga no assunto e tenho um contrato para assinar essa semana!!!
Excelente post!!

Beijus!!

disse...

Olá, adorei seu blog e essas super dicas viu? Estou te segundo já, vou ficar contente em te ver no meu tb!!!
Bjs

Sim! Aceito! disse...

Olá!
Descobri seu cantinho e ADOREI!
Já estou te seguindo!
Suas dicas foram valiosas... Eu já sou meio chata com essas coisas de contrato, questiono mesmo...
Agora com as suas dicas, vou piorar. hehehehe
Seja bem-vinda à blogosfera!
Bjosss
BArbara
http://casamentobp.blogspot.com

disse...

Flor, realmente o Manioca é uma absurdo pra mim, fora do orçamento dessa noiva aqui....rsrs...mas é lindo demais mesmo!
Vc é de SP né? Tem msn? Caso tenha, o meu é: cecilvallepor1000@hotmail.com
Bjks

disse...

Ah, já ia me esquecendo.. . o engenheiro que vou pedir pra ir no apê é um amigo do serviço do meu pai, vou falar de vc tb!
Bjs

Related Posts with Thumbnails